LA GAZZA LADRA
Opera semiseria em dois atos com libreto de Giovanni Gherardini [1778-1861]

Direção musical Sesto Quatrini

Ninetta Sofia Mchedlishvili
Gianetto Santiago Ballerini
Fabrizio Luís Rodrigues
Fernando a anunciar
Il Podestà Mirco Palazzi

Coro do Teatro Nacional de São Carlos
Maestro Titular Giovanni Andreoli

Orquestra Sinfónica Portuguesa
Maestrina Titular Joana Carneiro


Baseada numa história verídica, La gazza ladra conta a história de Ninetta, que é levada a tribunal acusada do furto de um garfo de prata e por isso condenada à morte. Todavia, todos desconhecem que a verdadeira autora do crime não é senão uma pega, ave de estimação da família onde Ninetta é criada. A caminho da sua execução, é descoberto no topo do campanário da igreja da vila o ninho onde a pega escondeu a preciosa peça de prata. Para júbilo dos aldeões, Ninetta escapa por um triz à morte certa, reunindo-se depois ao seu amado Gianetto.

Para Gioachino Rossini, o ano de 1817 foi pródigo em estreias: La Cenerentola, Armida e, de permeio, La gazza ladra estreada no Teatro alla Scala, em maio. Raramente levada a cena, esta opera semiseria com dois atos e libreto de Giovanni Gherardini possui uma divertida Abertura que é sempre uma peça favorita em concerto e que Stanley Kubrick popularizou ainda mais no seu filme “A Laranja Mecânica”.