Protocolos
A colaboração institucional que o Teatro Nacional de São Carlos estabelece com entidades públicas e privadas pode assumir diversas formas, consoante os fins e o tipo de apoio disponibilizado pelo parceiro para a prossecução da nossa atividade artística. As contrapartidas a atribuir pelo Teatro podem passar pelo acolhimento de estagiários, pela atribuição de descontos de bilheteira ou de aluguer de espaços ou, ainda, quaisquer outros considerados oportunos.

Associação Portuguesa de Escritores
Automóvel Club de Portugal
Câmara dos Solicitadores
Tribunal de Contas Centro de Cultura e Desporto
Fundação Inatel
Guarda Nacional Republicana
Ordem dos Advogados
Ordem dos Arquitectos
Ordem dos Biólogos
Ordem dos Economistas
Ordem dos Engenheiros
Ordem dos Farmacêuticos
Ordem dos Médicos
Ordem dos Médicos Dentistas
Ordem dos Nutricionistas
Ordem dos Psicólogos Portugueses
Ordem dos Revisores Oficiais de Contas
Rádio Renascença
Sindicato dos Magistrados do Ministério Público

Parcerias
O Teatro Nacional de São Carlos procura consolidar ligações à sociedade civil e estreitar parcerias com instituições que, independentemente do domínio de atividade, desenvolvam uma ação de reconhecido mérito, bem como com o setor empresarial que empreenda uma obra relevante, de modo a prosseguir os seus objetivos de serviço público.


Mecenato
A ação do mecenas é fundamental para reforçar a atividade artística do Teatro Nacional de São Carlos, facto que lhe confere uma visibilidade muito relevante e benefícios exclusivos, nomeadamente em termos fiscais, no quadro do regime estabelecido no Estatuto dos Benefícios Fiscais.


Patrocínio
A atividade do Teatro Nacional de São Carlos pode ser patrocinada quer numa ótica global, quer no âmbito de ações pontuais, integradas na programação ou nas atividades paralelas que apresenta. O patrocinador beneficia de exposição pública e de associação aos valores culturais e de serviço público que subjazem à atividade do Teatro.






.